Blog

Cortar o rabo ou as orelhas de cães para fins estéticos é crime!

0

A prática é amplamente aplicada por inúmeros donos de cachorros que acreditam que determinas raças ficam mais “bonitas” através deste tipo de mutilação.

O Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-MS) disse que não só profissionais da área veterinária, mas também donos de cachorros que realizarem a prática podem ser punidos. Para o profissional de medicina veterinária, realizar os procedimentos de caudectomia, cordectomia, conchectomia e onicectomia, (que não seja motivado por enfermidades e sim para fins estéticos) poderá ter o registro suspenso pelo conselho, não podendo mais atuar em sua área profissional.

cortar-orelha-de-caes

A medida de caráter Federal foi emitida pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária através da Resolução nº 1027 de junho de 2013, proibindo a realização de caudectomia (retirada do rabo) apenas para fins estéticos.

Uma resolução anterior já proibia, desde 2008, a retirada das cordas vocais (cordectomia – que ocorria especialmente em cães que moram em apartamento, para não incomodar os vizinhos), a conchectomia (que significa levantar as orelhas dos cães para terem ar de “alerta”) e onicectomia (que é a prática cruel de extrair as unhas dos gatos). Antes, o Conselho recomendava que a prática da retirada do rabo não fosse feita, mas desde 2013 decidiu criminalizar a prática.

proibido-cortar-rabo-dos-caes

A cauda tem várias funções importantes e não é um “elemento figurativo” como muitos pensam. Ela é um prolongamento da coluna vertebral do animal e possui dentro dela pequenas vértebras com várias terminações nervosas.

De acordo com a bióloga e doutora em zoologia, Karlla Patrícia, a cauda ainda ajuda a espalhar ou esconder o cheiro característico que identifica o cão e também como meio de comunicação com outros cães, permitindo ainda o seu equilíbrio. Outro ponto controverso são as orelhas. Quando compridas, são um meio natural de proteção contra insetos e detritos. Cortá-las para ficarem “em pé”, pode provocar doenças no ouvido, já que eles ficam mais expostos.

Além da Resolução, o artigo 39 da Lei de Crimes Ambientais cita os maus-tratos como crime e isso inclui as mutilações citadas aqui no texto. Se souber de práticas criminosas contra os animais, denuncie!

Fonte: jornalciencia

Motorista é flagrado dirigindo de maneira suspeita e em baixa velocidade

0

Um motorista canadense foi flagrado dirigindo de maneira suspeita e em baixa velocidade na madrugada. A polícia foi chamada e passou a seguir o sujeito com um helicóptero enquanto ele andava e parava em pontos específicos. Na hora de confrontar o suspeito, uma surpresa: ele estava caçando pokémons. Confira:

 

 

Fonte: facebook/olhardigital

Cão enfurecido ataca 23 pessoas e causa pânico

0

Animal foi morto pela polícia na cidade de Wengan.
Entre as vítimas estão um menino de 6 anos e um idoso de 75.

Um cão enfurecido atacou 23 pessoas, entre elas um menino de 6 anos e um idoso de 75, antes de ser morto pela polícia em uma cidade do centro da China, segundo mostraram imagens de câmaras de vigilância divulgadas pelo canal estatal “CCTV”. Assista ao vídeo.

O incidente ocorreu na semana passada na cidade de Wengan, na província de Guizhou, uma das mais pobres do país. As câmaras de segurança registraram o momento em que o animal atacou diversos transeuntes, em alguns casos saltando para tentar morder seus pescoços.

As imagens mostram também crianças correndo apavoradas pelos ataques do cachorro.

As vítimas apresentaram mordidas no rosto, extremidades e costas, e dois dos atacados tiveram que ser atendidos em um hospital local pela gravidade dos ferimentos, informou o centro de controle e prevenção de doenças de Wengan.

Fonte: G1

Divulgado o resultado do Concurso da Prefeitura de Guaraí

0

Seguindo o cronograma, a Prefeitura de Guaraí torna público nesta sexta-feira, 12 de agosto, o resultado do concurso público realizado em junho deste ano. No total foram ofertadas 48 vagas, com salários que variam de R$ 880,00 a R$ 10.047,00, distribuídas nos níveis fundamental, médio, e superior.

Os candidatos terão um prazo de três dias para entrarem com recursos. A homologação do concurso está marcada para o próximo dia 31 de agosto.

O certame foi organizado pela Comissão Permanente de Seleção da Universidade Federal do Tocantins (Copese-UFT).

Todas as informações sobre o concurso da Prefeitura de Guaraí estão disponíveis no site www.copese.uft.edu.br.

O resultado pode ser conferido nos links abaixo:

Resultado Final Nível Fundamental

Resultado Provisório Nível Superior

Resultado Final Nível Médio

Parabéns aos classificados.

Homem com um facão aos gritos de “Alá é grande” fere policiais

0

Estado Islâmico reivindica o ataque com machado na Bélgica

Homem com um facão aos gritos de “Alá é grande” feriu duas policiais.
O agressor morreu pouco depois no hospital após ser baleado.

O grupo Estado Islâmico (EI) reivindicou neste domingo (6) o ataque com machado contra duas policiais, que ficaram feridas em Charleroi, na Bélgica, segundo a Amaq, a agência de propaganda da organização extremista. A informação é da agência de notícias France Presse.

“O atacante de Charleroi é um soldado do Estado Islâmico que realizou esta operação em resposta aos apelos para atacar a população de países da coalizão cruzada”, afirma Amaq. O agressor, de nacionalidade argelina, foi morto pela polícia belga.

O agressor, que foi morto pela polícia belga, era um cidadão argelino de 33 anos conhecido pela polícia por delitos comuns e não atos de terrorismo, informou a procuradoria federal belga, segundo a France Presse.

“O agressor foi identificado, se trata de K.B., um homem de 33 anos, de nacionalidade argelina, que se encontrava na Bélgica desde 2012”, segundo o comunicado oficial.

A justiça belga abriu uma investigação por tentativa de assassinato terrorista, um dia depois do ataque, informou neste domingo (7) o primeiro-ministro Charles Michel.

“A procuradoria federal nos informou que uma investigação foi aberta por tentativa de assassinato terrorista (…), visto um certo número de elementos que apareceram de forma imediata”, indicou Michel aos jornalistas, em referência ao agressor que gritou “Allahu Akbar” (Deus é grande) antes de ser abatido.

O homem atacou duass policiais na localidade de Charleroi e, segundo Twitter da polícia, as agentes se encontram fora de perigo.

Segundo a agência de notícias Belga, uma das policiais sofreu ferimentos profundos no rosto e foi hospitalizada, enquanto sua colega teve ferimentos leves.

O ataque aconteceu no fim da tarde em frente à delegacia. A polícia disse que o local ficará “inacessível durante a investigação”.

Segundo a polícia, em um posto de controle exterior da sede da polícia em Charleroi, o agressor se atacou com um facão duas mulheres agentes, ferindo gravemente uma delas, chamada Hakima. A policial teve que passar por cirurgia na cabeça. A outra agente, Corinne Raymond, sofreu ferimentos leves no pescoço. O agressor morreu pouco depois no hospital após ser baleado por uma terceira agente.

O primeiro-ministro belga elogiou a reação “valente” e a resposta a “sangue frio” das agentes policiais para evitar um mal maior, e explicou que, embora o nível de alerta por ameaça terrorista seja mantido em todo o país em 3 sobre uma escala de 4, para a polícia e as delegacias regerá um nível 2+ com medidas de segurança reforçadas.

“Mantemos a mente fria e permanecemos em alerta. Enfrentamos uma nova situação nos últimos meses na Europa. E não só é uma situação exclusivamente belga, mas europeia”, recalcou Michel.

“A Polícia local de Charleroi fez o que tinha que fazer e sem dúvida evitou desta forma uma tragédia que poderia ter sido muito pior” se o agressor tivesse conseguido entrar dentro da sede policial, acrescentou.

O primeiro-ministro belga quis reiterar que seu governo segue a evolução da ameaça “hora a hora, dia a dia”, embora tenha ressaltado novamente que “o risco zero não existe”.

Questionado pelo fato de que este ataque aconteceu em Charleroi e não na capital belga, Michel respondeu que as medidas de segurança se aplicam a todo o país.

“Dissemos que não podemos nos limitarmos a Bruxelas e desdobramos militares fora” da capital belga, concluiu.

O ministro belga do Interior, Jan Jambon, denunciou esse “ato vil em Charleroi” em sua conta no Twitter e afirmou que o nível de ameaça terrorista está sendo avaliado.

Atentado em março
Esse ato acontece no momento em que o nível de alerta terrorista na Bélgica, cuja capital foi vítima de ataques coordenados no aeroporto e em uma estação de metrô em 22 de março passado, está no nível 3 sobre 4.

O ataque de março, no qual 32 pessoas morreram, foi reivindicado pelo grupo Estado Islâmico (EI).

Desde os atentados de Paris em 13 de novembro de 2015, que foram preparados na Bélgica e contaram com a participação de extremistas belgas, a Polícia fez dezenas de batidas antiterroristas.

Em 30 de julho, dois indivíduos foram detidos em Valônia, na região de Mons (oeste) e de Liège (leste), suspeitos de estarem ligados a planos de atentados, segundo o Ministério Público belga.

A Justiça belga disse que essas detenções não estavam relacionadas aos atentados de 22 de março.

Em 25 de junho, a Polícia prendeu dois homens durante operações antiterroristas em Verviers (leste) e em Tournai, perto da fronteira com a França. Ambos foram acusados de “participação em atividades de um grupo terrorista”.

Segundo a imprensa belga, um desses suspeitos queria se detonar na Bélgica durante uma transmissão pública de um partido da Eurocopa de futebol 2016.

De acordo com o ministro belga do Interior, 457 homens e mulheres belgas foram, ou tentaram ir, combater na Síria, ou no Iraque. Entre essas pessoas, 266 continuam em um desses dois países, e 90 estão desaparecidas – provavelmente mortas, segundo o Órgão belga de Coordenação para Análises de Ameaças (Ocam).

 

Fonte: G1

Caminhão que transportava publicações das Testemunhas de Jeová é roubado em Jundiaí-SP

1

Um caminhão roubado foi encontrado abandonado na quinta-feira (4) em Jundiaí (SP). De acordo com informações da Guarda Municipal, o veículo foi localizado após denúncia anônima parado em uma travessa na Avenida José Mezzalira, no bairro Ivoturucaia aberto e com as chaves no contato.

O painel estava danificado, mas a carga de livros, pôster, revistas que transportava estava intacta.

Ainda segundo a Guarda, foi constatado que o caminhão estava com as placas clonadas e, pelo chassi, foi identificado como  produto de roubo no dia 2 de agosto na cidade de Atibaia. O caso foi encaminhado 3° Distrito Policial e o veículo foi entregue ao proprietário em seguida.

ivoturucaia

ivoturucaia_0

 

 

 

Fonte: G1

Produtores descumprem acordo para desligar bombas e rios secam no TO

0

Rio Formoso teve curso interrompido e bancos de areia apareceram.
Naturatins diz que vai aumentar fiscalização nas próximas semanas.

Um vídeo enviado pela jornalista Aurielly Painkow mostra que o rio Formoso teve seu curso cortado por bancos de areia. Recentemente o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) determinou horário de funcionamento para as bombas que puxam água dos rios na região de Formoso do Araguaia e Lagoa da Confusão para a irrigação de lavouras. Porém, moradores dizem que os horários não estão sendo cumpridos e os rios estão secando. (Veja o vídeo)

“O acordo foi feito para não interromper a safra. Infelizmente o que temos presenciado é que precisamos intensificar a fiscalização dos horários que foram estipulados. Essa ação emergencial foi feita em acordo com os produtores que fazem captação e a partir da semana que vem vamos intensificar a fiscalização”, disse a diretora de Proteção Ambiental do Naturatins, Caroline Bueto.

A situação é a mesma no rio Urubu, usado para abastecer os canais de irrigação de Lagoa da Confusão. Por causa da diminuição da água várias lagoas se formaram ao longo do afluente. Com isso vários peixes e botos ficam presos nesses locais.

“O rio Urubu teve uma adesão maior de produtores e teve um volume de água considerável nesse prazo que foi colocado. Infelizmente, essas características são decorrentes de um ano atípico por causa da escassez de chuvas que tivemos”, disse.

Denúncias podem ser feitas na Linha Verde do Naturatins pelo número de telefone 0800 631 155.

O presidente da Associação dos Produtores do Vale do Rio Urubu, Luiz Antônio Santos Anjo, disse que os associados estão respeitando o acordo dos horários para retirada de água e que o volume do rio subiu nos últimos dias.

Resgate
Quatro botos já foram resgatados no rio Formoso, na região do município de Lagoa da Confusão, a 220 km de Palmas. Os animais têm entre 80 kg e 200 kg, sendo três adultos e um jovem. Eles estavam presos em piscinas e poços que tem se formado ao longo do afluente.

Os rios da região estão sendo monitorados desde a semana passada. O objetivo da operação é encontrar e resgatar espécies que estejam em áreas de risco. De acordo com informações do Naturatins, os animais estão sendo levados para o rio Javaés, braço direito do rio Araguaia, a cerca de 10 quilômetros do local da captura.

saiba mais

 

Fonte: G1

Passa de 50 número de ataques criminosos em dois dias no RN

0

Ataques vêm ocorrendo desde a última sexta-feira.
Governo confirma 54 ataques em 20 cidades; 51 suspeitos foram presos.

Pelo menos 54 ataques criminosos foram registrados em 20 cidades do Rio Grande do Norte nos últimos dois dias. A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública do Estado (Sesed). O primeiro ataque aconteceu por volta das 14h de sexta-feira (29) quando um micro-ônibus foi incendiado em Macaíba, na Grande Natal. Até às 16h deste domingo (31), 51 pessoas foram presas suspeitas de envolvimento nos ataques.

A instalação de bloqueadores de celular na Penitenciária Estadual de Parnamirim, na Grande Natal, é apontada pelo governo como motivo dos atentados.

De sexta-feira até a manhã deste domingo foram registrados ataques nas cidades de Natal, Parnamirim, Macaíba, Monte Alegre, São José de Mipibu, Caicó, Currais Novos, Caiçara do Norte,Santa Cruz, Mossoró, Jardim de Piranhas, São Gonçalo do Amarante, Florânia, São Paulo do Potengi, Touros, Tangará, Assu, Maxaranguape, Goianinha e São José do Campestre.

Além dos ataques já confirmados, uma pessoa ficou ferida na tarde deste domingo após uma explosão em um carro estacionado dentro do supermercado Nordestão da Av. Tomaz Landim, na Zona Norte de Natal. Até às 15h45, a PM ainda não havia confirmado se o fato tinha alguma relação com os ataques criminosos.

Cidade sem ônibus
Por causa dos ataques criminosos ao sistema de transporte, unidades policiais e prédios públicos que vêm ocorrendo em Natal e várias cidades do interior do Rio Grande do Norte, a capital potiguar completou nesta tarde 24 horas sem ônibus nas ruas. A informação é do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Natal (Seturn). A instalação de bloqueadores de celular na Penitenciária Estadual de Parnamirim, na Grande Natal, é apontada pelo governo como motivo dos atentados.

População agurada trasnporte públicos nas paradas da cidade (Foto: Eduardo Rodrigues/Inter TV Cabugi)População aguarda por transporte público nas
paradas (Foto: Eduardo Rodrigues/Inter TV Cabugi)

Os veículos, que foram recolhidos às garagens por volta das 15h do sábado (30), só devem voltar a rodar normalmente no início da manhã da segunda (1º). E isso, “se a Secretaria de Segurança Pública garantir policiamento suficiente para evitar que novos atentados ocorram”, afirmou a Seturn.

Esta é a primeira vez na história, mesmo em momentos de greve e/ou protestos dos rodoviários, que o município de Natal e região Metropolitana ficam mais de 24 horas sem nenhum ônibus. “Até os intermunicipais foram recolhidos às garagens”, ressaltou o Seturn. O transporte de passageiros está sendo feito por alguns veículos de lotação, táxis e alternativos autorizados a fazer o serviço.

Anúncio foi feito pelo governador Robinson Faria pelas redes sociais (Foto: Reprodução)

Robinson Faria publicou em rede social pedido de ajuda a tropas do Exército 

Ajuda federal
Governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria pediu apoio de tropas do Exército para “garantir a segurança da população”. O primeiro ataque foi registrado ainda no início da tarde da sexta-feira (29), quando um micro-ônibus foi incendiado na BR-304, em Macaíba.

Na manhã do sábado (30), Robinson voltou a afirmar que o governo não vai se intimidar e não vai recuar. “Eu dei liberdade para que as polícias civil e militar possam agir livremente para defender a população. Nós vamos continuar a instalação de bloqueadores de celulares e vamos instalar em todas as unidades prisionais do estado. Ou temos coragem de fazer esse enfrentamento agora ou jamais iremos vencer essa guerra da segurança pública”, disse.

Um carro da PM foi alvo de criminosos em Goianinha (Foto: Divulgação/Polícia Militar do RN)Um carro da PM foi alvo de criminosos em
Goianinha (Foto: Divulgação/Polícia Militar do RN)

Ataques
Os ataques começaram na tarde de sexta-feira (29), quando um micro-ônibus foi incendiado na BR-304, em Macaíba.

Ainda na sexta, cinco ônibus em Natal; um emParnamirim; um ônibus escolar em Macaíba; outro ônibus escolar em Florânia; dois micro-ônibus – sendo um na BR-304 (Macaíba) e outro na BR-101 (Monte Alegre); um ônibus escolar em Santa Cruz; dois carros em São José de Mipibu; uma kombi em Currais Novos; e mais um carro em Caicó foram depredados, queimados ou parcialmente incendiados por criminosos, segundo informações confirmadas pelas forças de segurança do estado. Um ônibus escolar foi incendiado também em Currais Novos e o fogo atingiu uma casa. Outro ônibus escolar foi incendiado no pátio do Centro Administrativo de Mossoró.

Uma delegacia da cidade de Parnamirim e um posto policial desativado em São Gonçalo do Amarante foram os alvos. Nos dois casos homens armados atiraram contra os prédios.

Sábado
Já na madrugada do sábado (30), 4 ônibus escolares, dois tratores e uma retroescavadeira que estavam estacionados no pátio da prefeitura foram incendiados. A sede do TRE em Parnamirim foi alvo de vários disparos de arma de fogo durante a madrugada. Criminosos também tentaram incendiar um trailler da PM localizados nas Rocas, em Natal.

Na manhã de sábado o posto policial de Maracajaú, em Maxaranguape, foi alvo de criminosos e um ônibus da linha 57 foi depredado em Mãe Luíza, na Zona Leste de Natal. Uma Dobló da Prefeitura de Natal foi incendiada por volta das 13h também em Mãe Luíza. Por volta das 14h, um homem ateou fogo em três ônibus que estavam estacionados no terminal de Brasília Teimosa, em Natal. Ainda no sábado, um carro foi incendiado no bairro Redenção, em Mossoró, e um carro da Polícia Militar também foi incendiado em Goianinha.

Foto mostra fumaça dos ônibus incendiados em Brasília Teimosa (Foto: Carla França)

Foto mostra fumaça dos ônibus incendiados em Brasília Teimosa 

Na noite de sábado, bandidos fizeram uma barricada com pneus na entrada do acesso ao Aeroporto Aluízio Alves, na BR-406, em São Gonçalo do Amarante, por volta das 19h. Alguns carros que passavam pelo local foram apedrejados. A Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal foram acionadas e desbloquearam a via.

Também na noite de sábado, bandidos atearam fogo no pátio da Delegacia Geral de Polícia (Degepol), em Natal. Pelo menos dez carros que estavam no local foram atingidos. A 15ª Delegacia de Polícia, localizada na Vila de Ponta Negra, também foi alvo de ataque no sábado. Criminosos tentaram incendiar um carro que estava na frente da delegacia e dispararam vários tiros contra o prédio. Na agência da Caixa Econômica Federal da Avenida Tomaz Landim, na Zona Norte, criminosos efetuaram vários disparos e jogaram um explosivo, mas o artefato falhou.

No município de Touros, no litoral Norte do estado, dois ônibus da prefeitura foram incendiados. EmTangará, na região do Trairí, um ônibus escolar também foi incendiado. No município de Assu, na região Oeste, um microônibus foi incendiado. Em São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana de Natal, um micro-ônibus também foi incendiado. Em São José do Campestre um ônibus escolar foi incendiado.

Em São Paulo do Potengi, município do Agreste potiguar, criminosos incendiaram um ônibus e ainda atiraram contra a Câmara Municipal e atearam fogo em cadeiras e móveis do prédio. O fogo foi rapidamente controlado.

Domingo
Bandidos invadiram por volta das 5h deste domingo a Escola Penitenciária Desembargador Ítalo Pinheiro, localizada na Zona Leste de Natal, e atearam fogo no auditório. O local é usado para treinamento e cursos de agentes penitenciários.

Na manhã deste domingo um carro foi incendiado no bairro das Quintas, na Zona Oeste de Natal. Segundo moradores da região, o carro estava abandonado no local há um ano e adolescentes atearam fogo no veículo.

Ônibus particular foi incendiado no pátio de um posto de combustíveis em São José do Campestre (Foto: Jackson Félix/O Paralelo)

Ônibus particular foi incendiado no pátio de um posto de combustíveis em São José do Campestre 

Em Assu, micro-ônibus foi totalmente tomado pelas chamas (Foto: Francisco Coelho/Focoelho.com)

Em Assu, micro-ônibus foi totalmente tomado pelas chamas 

saiba mais

Fonte: G1

Médico humilha paciente ao escrever na receita “Não existe peleumonia e nem raôxis” e paciente perdoa.

0

“Eu errei, me arrependi e me sinto mal com isto. Este pedido de desculpas vai a todos os brasileiros que se ofenderam com a brincadeira da “peleumonia”. Sr. José Mauro hoje tornou-se meu amigo”,  escreveu o médico Guilherme Capel ao lado de uma foto em que aparece abraçado a José Mauro de Oliveira Lima.

medico_e_mecanico

O mecânico de 42 anos foi o último paciente a ser atendido pelo médico na última quarta-feira (27) no Hospital Santa Rosa de Lima, em Serra Negra (SP), e havia se sentido ofendido com uma foto também publicada pelo médico no Facebook com o seguinte dizer: “Não existe peleumonia e nem raôxis”. O reencontro dos dois aconteceu na tarde deste domingo (31), na casa do mecânico. Além do pedido de desculpas, Guilherme se ofereceu para ser médico da família. Os dois conversaram e resolveram a questão.

 “Fui até a casa do mecânico que virou símbolo nacional. Diante da exposição ao hospital Santa Rosa de Lima de Serra Negra gostaria também de me retratar. Como prova disso, fico à disposição da ONG que ajuda este hospital para realizar plantões voluntariados nos quais todo o dinheiro arrecadado será destinado a ONG  que ajuda este hospital. Este sou eu: Guilherme Capel Pasqua”.

Ao fim da publicação, o médico deixou o telefone (19) 38924946 para quem também quiser doar para a ONG Reviver.

No receituário do hospital, o deboche com a forma de falar de um paciente (Foto: Reprodução/internet)No receituário do hospital, o deboche

 

Desculpas aceitas
Diagnosticado com pneumonia na quarta-feira, José Mauro ainda se recupera da doença, mas diz se sentir melhor. Ele conta que a visita inesperada foi bem vista por toda a família.

“Ele veio esclarecer o mau entendido, pediu desculpas e eu desculpei. Ele é uma pessoa boa, que teve um momento errado. Ele é novo e vai aprender com o tempo.  Não foi nada que a gente não possa perdoar”, contou José.

Depois do encontro, ele diz esperar encontrar o médico novamente no Hospital Santa Rosa de Lima. “Ele é muito bom médico. Minha patroa também acha ele um bom médico e ele nos atendeu bem. Foi uma brincadeira de mau gosto. Espero que ele volte a trabalhar no hospital de novo”.

Ele é uma pessoa boa, que teve um momento errado. Ele é novo e vai aprender com o tempo.  Não foi nada que a gente não possa perdoar”
José Mauro, mecânico

Vídeo
Ontem o médico já havia enviado ao G1 umvídeo onde pedia desculpas a todos que haviam ficado ofendidos com a foto em que debochava dos pacientes do hospital e reforçou que não havia endereçou a brincadeira a um paciente específico.

“Dizer peleumonia, raôxis não desmerece ninguém. Português varia de acordo com o contexto social. Repito, foi uma brincadeira infeliz, não endereçada a ninguém, a nenhum paciente. Criaram um personagem que não existe. Quero dar um último recado para o Brasil. Quero sim que vocês odeiem sim o preconceito, quero que vocês odeiem pessoas que diminuam o próximo, mas não me odeiem porque esse, não sou eu”, diz no vídeo.

Sindicância
O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) abriu na sexta-feira (29) uma sindicância para apurar a atitude do médico. O processo pode levar de seis meses a dois anos para ser concluído.

O primeiro passo da sindicância é averiguar os fatos denunciados, coletar provas (prontuários, receitas, laudos e outros documentos), uma manifestação escrita e, sempre que necessária, audiência com os envolvidos.

Se forem constatados indícios de infração ética, que consiste no descumprimento de algum artigo do Código de Ética Médica, passa-se à segunda fase: a instauração do processo ético-profissional. Sem indícios, a denúncia é arquivada.

Ao ser considerado culpado, o profissional poderá receber uma das cinco penas disciplinares aplicáveis, previstas em Lei, pela ordem de gravidade:

A pena A prevê uma advertência confidencial em aviso reservado; a pena B, censura confidencial em aviso reservado; a C censura pública em publicação oficial; a pena D, suspensão do exercício profissional por até 30 dias e a pena E prevê a cassação do exercício profissional.

Fonte: G1

Cidades têm domingo de protestos contra Dilma e contra Temer

0

Manifestações foram convocadas por movimentos sociais e sindicatos.
Atos tiveram críticas ao governo Temer e apoio ao impeachment de Dilma.

Manifestantes realizaram atos contra o presidente em exercício Michel Temer, e contra a presidente afastada Dilma Rousseff, em 20 estados e no Distrito Federal ao longo deste domingo (31). As manifestações contra Dilma aconteceram em 20 estados e no Distrito Federal, e em 15 estados e no Distrito Federal, manifestantes protestaram contra Temer.

Atos ocorriam no Acre, em Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Tocantins e no Distrito Federal.

As manifestações foram convocadas por movimentos sociais e sindicatos. Além de críticas ao governo interino e apoio ao impeachment, alguns atos também declararam apoio a reivindicações específicas, como as investigações da Lava Jato, a autonomia da Polícia Federal e o fim da corrupção.

Veja como foram os protestos por estado:

Acre

Em Rio Branco, capital do Acre, grupo de sete pessoas se reúne em frente a sede da Assembleia Legislativa do estado para participar de protesto contra a presidente afastada Dilma Rousseff e em apoio a operação Lava Jato (Foto: Quésia Melo/G1)Grupo se reúne em Rio Branco para protesto convocado pelo Vem Pra Rua (Foto: Quésia Melo/G1)

Em Rio Branco, capital do Acre, um grupo de sete pessoas se reuniu em frente à sede da Assembleia Legislativa do estado às 16h. Eles são contrários à presidente afastada Dilma Rousseff e favoráveis à operação Lava Jato.


Alagoas

Maceió foi palco de atos contra Dilma e contra Temer neste domingo.

Maceió teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Suely Melo/G1 e Jonathan Lins/G1)Maceió teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Suely Melo/G1 e Jonathan Lins/G1)

Uma mobilização contra Dilma e contra a corrupção no país foi realizada durante a manhã em frente ao Corredor Vera Arruda, na orla de Maceió. De acordo com a organização do Movimento Brasil, que está à frente da mobilização, cerca de 1,2 mil pessoas compareceram ao evento. Para a Polícia Militar, que também acompanhou o ato, o número registrado foi de aproximadamente 1 mil manifestantes. A manifestação acabou por volta das 13h.

O ato a favor de Dilma foi encabeçado pelos coletivos “Cultura contra o golpe em Alagoas” e Mulheres pela Democracia”, que informaram que diversas atividades culturais serão realizadas durante o evento, como performances culturais e oficina de cartazes.


Amazonas

Em Manaus, manifestantes foram às ruas em protestos para pedir o impeachment de Dilma e para pedir a saída de Temer.

Manaus teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Reprodução/TV Amazonas e Adneison Severiano/G1 AM)Manaus teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Reprodução/TV Amazonas e Adneison Severiano/G1 AM)

Em Manaus, um protesto em favor da presidente afastada teve início às 10h (horário de Brasília). A manifestação percorreu os bairros Amazonino Mendes e São José, nas Zonas Norte e Leste de Manaus, respectivamente. A organização não quis estimar um número de participantes.

De tarde, manifestantes se reuniram na Zona Oeste de Manaus, em protesto contra Dilma. Os manifestantes se concentraram no Complexo Turístico da Ponta Negra. O ato teve início por volta das 16h30. Nem os organizadores nem a Polícia Militar divulgaram o número de participantes.


Bahia

A capital, Salvador, foi palco da manifestações a favor e contra Dilma Rousseff.

Salvador teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Juliana Almirante/G1 e Alan Alves/G1)Salvador teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Juliana Almirante/G1 e Alan Alves/G1)

Manifestantes se reuniram em frente ao Farol da Barra, pela manhã, em mobilização a favor do afastamento definitivo de Dilma e em apoio à Lava Lato. Segundo os organizadores, havia 1.500 pessoas no local. A Polícia Militar calculou 400 manifestantes. A mobilização durou cerca de duas horas.

Durante a tarde, outro grupo de manifestantes foi às ruas de Salvador para pedir a saída de Temer e a volta de Dilma à Presidência. Após concentração no Campo Grande, eles caminhavam, após as 16h, pelo Corredor da Vitória, centro da capital baiana.

Em Ilhéus, na região sul da Bahia, uma carreata também pediu o afastamento definitivo de Dilma. Segundo a PM, 25 veículos participaram. Os organizadores disseram que 42 veículos estavam na mobilização.


Ceará

Protestos contra Dilma e contra Temer foram registrados em Fortaleza.

Fortaleza teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução e Alessandro Torres/TV Verdes Mares)Fortaleza teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução e Alessandro Torres/TV Verdes Mares)

Durante a tarde deste domingo, manifestantes se concentraram no Bairro Praia de Iracema, em Fortaleza, para pedir a saída do governo interino de Michel Temer. A estimativa da organização é de cerca de 4 mil pessoas presentes. A Polícia Militar informou que não vai realizar levantamento de número de participantes.

O ato contra Dilma se concentrou na Praia de Iracema. De acordo com os organizadores, cerca de duas mil pessoas participam da manifestação, iniciada às 17h deste domingo (31). A Polícia Militar afirmou que não iria divulgar estimativa de público presente.


Distrito Federal

Manifestantes pedem o afastamento definitivo de Dilma em ato na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, na manhã deste domingo (31) (Foto: Renan Ramalho/G1)Manifestantes pedem o afastamento definitivo de Dilma em ato na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, na manhã deste domingo (31) (Foto: Renan Ramalho/G1)

Manifestantes foram à Esplanada dos Ministérios, em Brasília, na manhã deste domingo para pedir o afastamento definitivo de Dilma Rousseff e prestar apoio à Operação Lava Jato. Parte dos participantes se concentrou no Museu da República, enquanto outro grupo foi para o Congresso Nacional. Os primeiros manifestantes chegaram à Esplanada pouco antes das 10h. Segundo a Polícia Militar, 5 ml pessoas estiveram no local durante todo o ato. No auge, foram 4 mil participantes, diz a corporação. Os organizadores afirmam que foram 6 mil.

Também pela manhã, houve um protesto contra o governo do presidente em exercício Michel Temer e a favor do governo Dilma, em Planaltina. Segundo a Polícia Militar, 40 pessoas estiveram no ato. Os manifestantes não informaram o número de participantes. Durante o ato, eles fizeram caminhada e distribuíram panfletos a moradores. Um carro de som acompanhou o grupo.


Espírito Santo

Manifestantes pró-Dilma e pró-Temer foram às ruas em Vitória e Vila Velha neste domingo.

No Espírito Santo, protestos contra Dilma e contra Temer ocorreram em Vila Velha e Vitória (Foto: Frente Brasil Popular ES/ Divulgação e Reprodução/ TV Gazeta)No Espírito Santo, protestos contra Dilma e contra Temer ocorreram em Vila Velha e Vitória (Foto: Frente Brasil Popular ES/ Divulgação e Reprodução/ TV Gazeta)

Manifestantes que defendem a saída do presidente em exercício Michel Temer e a volta de Dilma Rousseff à Presidência fizeram uma carreata em Vitória. A “Frente Brasil Popular ES” disse que a carreata teve a participação de 43 carros. Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Espírito Santo (Sesp) informou que a Polícia Militar não registrou o número de participantes.

Em Vila Velha, e também em Vitória, manifestantes que defendem a saída definitiva da presidente afastada se concentravam para um protesto a partir das 16h. Os organizadores estimam a participação de 500 pessoas. Um policial militar que estava no local informou que 410 pessoas participam do ato. Até as 18h, a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) não havia informado uma estimativa de participantes.


Goiás

Em Goiás, manifestantes contra Temer e contra Dilma também se reuniram.

Manifestantes fazem ato contra Temer, pela manhã, e contra Dilma, a tarde, em Goiânia (Foto: Vitor Santana/G1 e Sílvio Túlio/G1)Manifestantes fazem ato contra Temer, pela manhã (esq.), e contra Dilma, à tarde, em Goiânia
(Foto: Vitor Santana/G1 e Sílvio Túlio/G1)

De manhã, a capital, Goiânia, teve um protesto contra o presidente em exercício. Segundo a organização, o protesto reuniu 500 pessoas. A Polícia Militar não informou a quantidade de manifestantes.

Pela tarde, um grupo se reuniu para se manifestar em defesa do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, também na capital. Segundo os organizadores, 1,5 mil pessoas participam do protesto. Já a PM calcula que 400 fazem presença na manifestação.

Em Rio Verde, na região sudoeste de Goiás, um grupo promoveu um ato contra a corrupção. Nas duas cidades os atos foram pacíficos.


Maranhão

Em São Luís, o domingo foi marcado por atos contra Dilma e contra Temer.

São Luís teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Alex Barbosa/ TV Mirante e Alex Barbosa/ TV Mirante)São Luís teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo
(Foto: Alex Barbosa/ TV Mirante e Alex Barbosa/ TV Mirante)

Cerca de 200 pessoas, segundo os organizadores, participaram de um protesto em apoio ao impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff na manhã deste domingo, em São Luís. O protesto começou por volta das 9h30, na Avenida Litorânea. Com faixas e carro de som, os manifestantes gritaram palavras de ordem e enfatizaram o combate à corrupção.

O grupo favorável ao retorno de Dilma à Presidência também se reuniu na Avenida Litorânea. Cerca de 30 pessoas se reuniam no protesto, e seguravam cartazes com os dizeres “Fora Temer”. Houve um princípio de tumulto entre os dois grupos de manifestantes.


Minas Gerais

Dois protestos se concentraram em praças diferentes de Belo Horizonte neste domingo.

Belo Horizonte teve dois protestos neste domingo (31) (Foto: Reprodução TV Globo/Humberto Trajano G1)

Belo Horizonte teve dois protestos neste domingo (31) 

Na Praça da Liberdade, manifestantes pediram o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT). Já o protesto que se concentrou na Praça Sete e terminou na Praça da Estação defendeu a saída do presidente em exercício Michel Temer (PMDB) e a volta de Dilma à Presidência.

No Interior do estado, houve protestos contra Dilma em Coronel Fabriciano, Juiz de Fora, Lavras,Montes Claros, Ouro Fino, Três Corações, Uberaba e Varginha.


Mato Grosso

Manifestantes em Cuiabá colocaram um boneco do juiz federal Sérgio Moro vestido de Superman (Foto: André Souza/G1)

Manifestantes em Cuiabá colocaram um boneco do juiz federal Sérgio Moro vestido de Superman 

Um protesto em Cuiabá contra a presidente afastada Dilma Rousseff teve bonecos ‘Pixuleco’ do ex-presidente Lula, de Dilma e um boneco inflável do juiz federal Sérgio Moro vestido de Superman. Os organizadores calcularam a presença de 300 pessoas. A Polícia Militar estimou a participação de 200 manifestantes.


Mato Grosso do Sul

Protesto em Campo Grande (Foto: Ronie Cruz/G1)

Protesto em Campo Grande 

Em Mato Grosso do Sul, duas cidades tiveram manifestação a favor do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. Além de Campo Grande, Três Lagoas que fica na região leste do estado, reuniu dezenas de pessoas para pedir a saída da petista.


Pará

Manifestantes protestaram contra e a favor do impeachment em Belém neste domingo.

Em Belém aconteceram atos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Thais Rezende/G1 Pará)

Em Belém aconteceram atos contra Dilma e contra Temer neste domingo 

Um grupo de manifestantes protestou, de manhã, contra a corrupção, desemprego e a inflação, apoiando o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. A marcha, que estava prevista para começar 8h, saiu da concentração na escadinha da Estação das Docas por volta de 10h20, seguindo pela avenida Presidente Vargas até a Visconde de Souza Franco, onde o protesto se dispersou por volta de 11h40.

Outro grupo de manifestantes se reuniu na Praça da República para protestar contra o governo do presidente em exercício Michel Temer. Homens da Polícia Militar pediram a saída destes manifestantes da praça, alegando que o protesto não havia sido agendado e, por conta disso, não disponibilizaram efetivo policial para garantir a segurança deste grupo. Houve bate-boca e os policiais tiveram de fazer um cordão de isolamento humano para impedir o contato entre as duas manifestações.


Paraíba

Manifestantes se reúnem no Busto de Tamandaré para protesto em João Pessoa (Foto: Juliana Brito)

Manifestantes se reúnem no Busto de Tamandaré para protesto em João Pessoa 

Manifestantes do movimento Direita Paraibana se reuniram neste domingo no Busto de Tamandaré, em João Pessoa, em apoio à Operação Lava Jato, à Polícia Federal e ao movimento “Escola Sem Partido”. O ato público também defende o afastamento definitivo da presidente Dilma Rousseff e a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para fins de investigação da União Nacional dos Estudantes (UNE).


Pernambuco

Em Recife, manifestantes pró-impeachment se reuniram durante a manhã, e um ato contra Temer e a favor de Dilma foi realizado durante a tarde.

Recife teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Marlon Costa/Futura Press/Estadão Conteúdo e Marlon Costa/Pernambuco Press)

Recife teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo 

De acordo com os organizadores da manifestação a favor do impeachment de Dilma Rousseff, 30 mil pessoas participam do ato na Avenida Boa Viagem. Por meio da assessoria de imprensa, a Polícia Militar de Pernambuco informou que não divulgará estimativa de público presente no evento.

A Frente Povo Sem Medo, que organizou o ato pró-Dilma, afirmou que 2 mil pessoas participaram da manifestação, na Praça do Derby, área central do Recife. A PM pernambucana disse que não divulgará estimativa sobre o público presente.


Paraná

No Paraná, protestos contra Dilma e contra Temer ocorreram em várias cidades.

Curitiba teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Amanda Menezes/RPC e Luiza Vaz/RPC)

Curitiba teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo 

Em Curitiba, uma manifestação a favor do impeachment de Dilma reuniu entre 15 mil e 20 mil pessoas, segundo a organização. A Polícia Militar do Paraná informou que o protesto reuniu 25 mil manifestantes.

O ato em defesa da presidente afastada teve a participação de entre 500 e 600 pessoas, segundo os organizadores, e 250 pessoas, segundo a PM.

Protestos contra Dilma também aconteceram em Cascaval, Maringá, Ponta Grossa, Foz do Iguaçu e Londrina. Em Ponta Grossa e Maringá, houve também manifestações contra o presidente em exercício Michel Temer.


Rio de Janeiro

No Rio, atos contra Dilma e contra Temer ocuparam as ruas neste domingo.

Rio de Janeiro teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Silvia Izquierdo/AP e G1)

Rio de Janeiro teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo 

Manifestantes contrários à presidente afastada Dilma Rousseff fizeram um protesto na orla da praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro. O ato, organizado pelas redes sociais, começou por volta das 10h e terminou às 13h30. A uma semana do começo da Olimpíada, os participantes usaram faixas em inglês atraindo a atenção da imprensa internacional que está no Rio para o evento. Quatro carros de som foram usados durante a manifestação.

O grupo de manifestantes em defesa da presidente afastada se reuniu na tarde deste domingo no Centro do Rio. Com faixas que defendiam a saída do presidente em exercício, os manifestantes saíram da Candelária e caminharam até a Praça Mauá, onde se concentraram em frente ao Museu do Amanhã.


Rio Grande do Sul

Dois grupos de manifestantes protestaram em parques de Porto Alegre durante a tarde.

Protestos contra e a favor de Dilma em Porto Alegre (Foto: Montagem sobre fotos/Josmar Leite e Fabio Almeida/RBS TV)

Protestos contra e a favor de Dilma em Porto Alegre neste domingo

Os atos foram pacíficos e reuniram cerca de 9 mil pessoas no total, segundo os organizadores. A Brigada Militar não fez contagem de público até as 19h deste domingo. O primeiro grupo, que reuniu cerca de 5 mil pessoas no Parcão, na Zona Norte, pediu a aprovação do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff no Senado.

O outro grupo, que contou com cerca de 4 mil manifestantes no Parque Farroupilha, no Centro da capital, manifestou apoio à Dilma, pediu seu retorno à presidência e a saída do presidente em exercício Michel Temer.


Santa Catarina

Protestos contra Dilma e contra Temer foram registrados em várias regiões catarinenses.

Florianópolis teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo (Foto: Ricardo Von Dorff/RBS TV e Nicolas Quadro/CBN Diário)

Florianópolis teve protestos contra Dilma e contra Temer neste domingo 

Na capital, uma manifestação começou por volta das 15h na Avenida Beira-Mar Norte em frente à sede da Polícia Federal. O protesto terminou perto das 17h10, conforme a PM. Cerca de 800 pessoas participavam do ato às 17h, segundo a Polícia Militar. A organização falou em 5 mil.

Um ato contra o presidente em exercício, Michel Temer, ocorre no trapiche da Avenida Beira-mar Norte. Cerca de 50 pessoas participavam às 17h, segundo a Polícia Militar. A organização afirmou que 500 manifestantes participaram do ato.

Neste domingo, manifestações foram registradas também em Chapecó, no Oeste, Lages, na Serra, Blumenau, Brusque e Timbó, no Vale do Itajaí, em Balneário Camboriú, no Litoral Norte, e Joinville, Mafra e Porto União, no Norte. Houve atos a favor do afastamente definitivo de Dilma Rousseff e contra o presidente em exercício, Michel Temer.


São Paulo

Manifestantes fizeram neste domingo dois atos distintos em São Paulo: um contra a presidente afastada Dilma Rousseff e o outro contra o presidente em exercício Michel Temer.

Protestos Paulista e Largo da Batata (Foto: Will Soares e Roney Domingos/G1)

Protestos Paulista e Largo da Batata 

A manifestação contra Dilma reuniu manifestantes na Avenida Paulista, na região central, e foi organizado pelo movimento Vem Pra Rua. O ato contra Temer é liderado pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), se concentrou no Largo da Batata, na Zona Oeste. Os dois atos foram encerrados às 18h.

De acordo com o MTST, 50 mil pessoas participam do ato contra Temer. Nem os organizadores do ato na Paulista nem a Polícia Militar divulgou o número de participantes em cada um dos atos.

No Interior Paulista, foram registrados atos contra Dilma em Araraquara, Avaré, Campinas, Fernandópolis, Franca, Jundiaí, Limeira, Ourinhos, Piracicaba, Pompeia, Ribeirão Preto, Rio Claro, São Carlos, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Sertãozinho e Taubaté.


Tocantins

Protesto em Palmas (Foto: Lorena de Abreu/Arquivo Pessoal)

Protesto em Palmas 

Em Palmas, os manifestantes se reuniram na praça dos Girassóis, por volta das 16h30, para pedir o impeachment de Dilma. Segundo os organizadores, cerca de 25 pessoas participaram do ato. A polícia não divulgou o número de manifestantes. O protesto pede também o fim do foro privilegiado.

Fonte: G1