Cortar o rabo ou as orelhas de cães para fins estéticos é crime!

0
463

A prática é amplamente aplicada por inúmeros donos de cachorros que acreditam que determinas raças ficam mais “bonitas” através deste tipo de mutilação.

O Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-MS) disse que não só profissionais da área veterinária, mas também donos de cachorros que realizarem a prática podem ser punidos. Para o profissional de medicina veterinária, realizar os procedimentos de caudectomia, cordectomia, conchectomia e onicectomia, (que não seja motivado por enfermidades e sim para fins estéticos) poderá ter o registro suspenso pelo conselho, não podendo mais atuar em sua área profissional.

cortar-orelha-de-caes

A medida de caráter Federal foi emitida pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária através da Resolução nº 1027 de junho de 2013, proibindo a realização de caudectomia (retirada do rabo) apenas para fins estéticos.

Uma resolução anterior já proibia, desde 2008, a retirada das cordas vocais (cordectomia – que ocorria especialmente em cães que moram em apartamento, para não incomodar os vizinhos), a conchectomia (que significa levantar as orelhas dos cães para terem ar de “alerta”) e onicectomia (que é a prática cruel de extrair as unhas dos gatos). Antes, o Conselho recomendava que a prática da retirada do rabo não fosse feita, mas desde 2013 decidiu criminalizar a prática.

proibido-cortar-rabo-dos-caes

A cauda tem várias funções importantes e não é um “elemento figurativo” como muitos pensam. Ela é um prolongamento da coluna vertebral do animal e possui dentro dela pequenas vértebras com várias terminações nervosas.

De acordo com a bióloga e doutora em zoologia, Karlla Patrícia, a cauda ainda ajuda a espalhar ou esconder o cheiro característico que identifica o cão e também como meio de comunicação com outros cães, permitindo ainda o seu equilíbrio. Outro ponto controverso são as orelhas. Quando compridas, são um meio natural de proteção contra insetos e detritos. Cortá-las para ficarem “em pé”, pode provocar doenças no ouvido, já que eles ficam mais expostos.

Além da Resolução, o artigo 39 da Lei de Crimes Ambientais cita os maus-tratos como crime e isso inclui as mutilações citadas aqui no texto. Se souber de práticas criminosas contra os animais, denuncie!

Fonte: jornalciencia

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA