O delegado da Polícia Civil Marivan da Silva Souza foi baleado em Guaraí, na região central do estado, na manhã deste sábado (28). Conforme o delegado regional, Adriano Carrasco, a vítima estava de folga e passava pela cidade, quando possivelmente foi confundido com criminoso.

Ainda conforme o delegado regional, Souza foi atingido com tiros no braço, orelha e de raspão na cabeça. Os disparos teriam sido feitos por policiais da Companhia Independente de Operações Especiais da Polícia Militar, que estariam na cidade procurando suspeitos do assalto a um carro-forte na BR-153.

G1 entrou em contato com a Polícia Militar e aguarda um posicionamento.

Marivan da Silva Souza é o responsável pela delegacia de Colméia, também na região central do estado. O carro em que ele estava ficou com várias marcas de tiros. O delegado foi socorrido e levado para o Hospital Regional de Guaraí consciente.

O helicóptero da Segurança Pública, que está na cidade dando apoio na busca pelos assaltantes, deve transferir o delegado para o Hospital Geral de Palmas. O estado de saúde é estável ele não corre risco de morrer.

Carro ficou com marcas de tiros (Foto: Guaraí Notícias/Divulgação)

Carro ficou com marcas de tiros (Foto: Divulgação)

Assalto a carro-forte

Forças policiais estão fazendo buscas por criminosos depois que um carro-forte foi explodido por criminoso na BR-153, na tarde desta sexta-feira (28). As polícias, inclusive, fizeram um pedido para que os moradores da região onde ocorreu o assalto saiam de casa para evitar sequestros.

A Polícia Rodoviária Federal informou que o veículo usado pelos assaltantes na fuga foi localizado abandonado próximo a BR-153, perto de uma ponte. Na tarde de sexta-feira, três assaltantes fortemente armados pararam o carro-forte e usaram explosivos para abrir o veículo.

Durante o assalto, um caminhão passou em alta velocidade e os criminosos deixaram uma metralhadora .50 cair, junto com uma bolsa de munições. Ainda não há informações sobre a quantia de dinheiro levada pelos criminosos.

A PRF informou que os suspeitos foram avistados, mas fugiram a pé pela mata. Homens da Polícia Militar e Polícia Civil das cidades de Guaraí, Colinas, Pedro Afonso e Araguaína também participam das buscas.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA