Estátua impressa em 3D deve ser exibida em Copacabana durante a Rio 2016

0
196

Mais de 8 milhões de toneladas de plástico são jogadas no mar anualmente no mundo todo. Para chamar atenção para este problema, o artista plástico holandês Peter Smith quer reproduzir a Madonna de Michelangelo em impressoras 3D, usando garrafas PET como matéria-prima. Sua intenção é dar visibilidade ao monumento colocando-o na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, durante os Jogos Olímpicos de 2016.

Com nome de Plastic Madonna, o projeto tem como meta levantar pelo menos 100 mil garrafas PET. Até agora já foram recolhidas 9.255 garrafas, retiradas das ruas da Holanda e depositadas em lixeiras especiais. Além deste tipo de contribuição, as pessoas podem doar 1 Euro (cerca de R$ 3,50) para ajudar a ideia a sair do papel. Ao todo já são 1.303 doações, o que significa aproximadamente R$ 4.560.

Todo esse plástico será usado em diversas impressoras 3D. Isso porque o modelo da estátua, que ainda será criado, será dividido em mil partes para que cada peça caiba na bandeja de construção. Os pedaços serão posteriormente fundidos para criar a escultura, que deverá ter cerca de 3,65 metros de comprimento.

“Cerca de 1 bilhão de pessoas vão assistir aos Jogos Olímpicos. Junto com as competições esportivas, belos filmes da cidade também serão exibidos. Claro que a estátua do Cristo Redentor será mostrada, e hey, o que é isso deitado na praia de Copabana?”, prevê Smith, imaginando a obra impressa em 3D com a estátua de Jesus ao fundo.

E você, brasileiro, o que achou da ideia?

Fonte: techtudo

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA