Notícias: Após acidentes, professor põe cartaz com palavrão e Beatles em Manaus

0
75

Biólogo pede que motoristas deixem pedestres passarem na faixa.
Manaustrans analisa solicitação para instalar semáforo no local.

A imprudência no trânsito e os crescentes índices de acidentes envolvendo pedestres fizeram o professor universitário Welton Oda dar um “conselho” aos condutores que trafegam na Avenida Rodrigo Otávio, sentido Bairro/Centro, em Manaus. Nesta semana, ele colocou uma placa no meio-fio, com a imagem dos Beatles, próximo à faixa de pedestres que fica antes do Complexo Viário Gilberto Mestrinho. O recado não é nada singelo: “Pare na faixa, p…!”

“Moro nessa área há dez anos e vejo muitos acidentes e freadas bruscas, que acontecem porque as pessoas andam com muita velocidade. Isso sem falar que é um tormento ver, todos os dias, os pedestres tentando atravessar e ninguém parando”, disse.

A linguagem usada no cartaz surtiu efeito, segundo o professor. Ao G1, ele conta que moradores de outras áreas da cidade já se manifestaram para levar a ideia a pontos onde vivem. “Causou uma polêmica enorme e mostrou que a estratégia deu certo. Qualquer placa convencional passaria em branco”, ponderou.

No entanto, Oda acredita que a culpa dos acidentes não é apenas dos motoristas. Para ele, um semáforo ajudaria a fazer os condutores pararem na faixa. “Esse complexo viário é muito mal planejado. Também falta fiscalização. Vemos muitos caminhões por aqui, porque o fluxo do Distrito Industrial é muito grande”, comentou.

Pedestres fazem sinal para atravessar em faixa de pedestres na Avenida Rodrigo Otávio; segundo professor, atropelamentos são comuns no local (Foto: Rickardo Marques/G1 AM)

Pedestres fazem sinal para atravessar em faixa de pedestres na Avenida Rodrigo Otávio; segundo professor, atropelamentos são comuns no local (Foto: Rickardo Marques/G1 AM)

O G1 foi até o local onde fica a faixa, que também é próximo à Universidade Federal do Amazonas (Ufam), e conversou com pedestres. A estudante Cleiciane Sackamulth, de 20 anos, aprovou a atitude do professor. “Infelizmente, eu achei uma falta de educação da parte dele por conta do palavrão, mas foi uma boa iniciativa. Ultimamente a gente tem que se jogar na frente do carro e correr o risco. O que falta é respeito, pois nas outras cidades é possível [atravessar com segurança]. Por que aqui não? Falta somente o respeito”, disse.

O também estudante Alessandro de Souza, 19, concordou com Cleiciane. “Eu acho que é uma questão de respeito. Tem que haver respeito. [O motorista] pode estar apressado, ou tem algo pra fazer… Ou ele é mal educado. É bom que tenha essa iniciativa, mas os motoristas também têm que se tocar”, ponderou.

À reportagem, o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) informou que a solicitação para a instalação de semáforo para pedestres será encaminhada para a diretoria de Engenharia do órgão. “A área da rotatória está passando por adequações, inclusive com a criação de duas alças de retorno. Toda a área será recapeada e, posteriormente, terá a sinalização revitalizada”, informou a nota.

Fonte: G1

 

Gostou? Curte, comente e compartilhe

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA