O triste fim de Kátia Abreu

0
14

Outrora prestigiada liderança do setor produtivo, senadora do PMDB agora faz de tudo para manter a boquinha no governo Dilma.

Há alguns finais de carreira que são melancólicos. Kátia Abreu parece se enquadrar nesta categoria. A atual ministra da agricultura de Dilma já foi uma respeitada senadora de oposição, liderando com destemor a Confederação Nacional da Agricultura, entidade que peitou a agenda ideológica de grupos como o MST e defendeu a propriedade privada no campo.

Mas tudo isso é passado. Kátia Abreu saiud do DEM para entrar no PSD, partido criado por Gilberto Kassab com o único objetivo de aderir ao governo Dilma. Insatisfeita com a liderança de Kassab, Kátia Abreu migrou para o PMDB, onde encontrou espaço para ocupar a pasta de sua área de atuação.

Kátia colocou o cargo acima da coerência. A mulher que sempre defendeu a livre inicitiva como integrante do alto escalão do governo mais intervencionista da história recente do país. A defensora da produção agrícula marchando junto aos milicianos revolucionários de João Pedro Stédile.

Flagrada mandando recadinhos de que ficaria no governo Dilma, apesar da saída de seu partido, Kátia Abreu demonstra uma fidelidade canina a atual presidente. Fidelidade essa que ela jamais demonstrou para com seus eleitores oposicionistas.

Fonte: sulconection

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA