A pedagoga Nazia Jamily Ribeiro Zakhia, de 42 anos, e o publicitário Ademir Lima e Silva, de 64, se casaram na segunda-feira (4), na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). A união estava marcada para o último dia 15 de novembro, mas a mulher sofreu um acidente de carro às vésperas da cerimônia e foi internada na unidade, onde constataram que ela ficou tetraplégica. Com a estabilização do quadro dela, eles optaram por realizar o sonho do casamento.

“Foi simples, mas foi legal, a gente se emocionou. Foi um momento significativo na vida da gente. Ela estava bem alegre, o tempo inteiro sorrindo. Era um sonho nosso”, disse o marido ao G1.

Nazia e Ademir começaram a namorar há seis anos, sendo que há três eles moram juntos. Cerca de 10 funcionários do hospital e parentes do casal assistiram à oficialização da união deles por duas juízas de paz.

Por causa da traqueoscomia, Nazia apenas gesticula as palavras. Após o casamento, ela agradeceu os convidados: “Agradeço todo mundo e sei que seremos muito abençoados”.

Acidente

O acidente aconteceu no dia 22 de outubro, quando Nazia levava o tio para fazer um tratamento contra câncer em Barretos, São Paulo. Durante a viagem, na GO-147, entre Piracanjuba e Morrinhos, o carro capotou.

O tio de Nazia morreu no local do acidente. Já a pedagoga foi socorrida e levada ao Hugo no dia seguinte. Uma prima dela também estava no carro, mas sofreu apenas ferimentos leves e não precisou ficar internada.

Juízas de paz e familiares assistiram à cerimônia na UTI do Hugo (Foto: Monique Arruda/ Divulgação)

Juízas de paz e familiares assistiram à cerimônia na UTI do Hugo (Foto: Monique Arruda/ Divulgação)

Coordenador da UTI, Alexandre Amaral afirmou a paciente sofreu uma lesão na coluna e perdeu todos os movimentos do pescoço para baixo. Segundo o médico, Nazia chegou ao hospital com um quadro muito grave, mas conseguiu se estabilizar.

“A gente pode dizer que foi um caso com várias complicações inerentes ao trauma da coluna, ela teve várias paradas cardíacas, mas tudo isso foi revertido. Isso não é comum, principalmente porque foram vários episódios sem nenhum tipo de sequela decorrente das paradas cardíacas, que podiam ter elevado o risco de morte ou consequências ainda mais graves”, explicou.

Tratamento

De acordo com Amaral, o estado de saúde de Nazia é regular. Ela está na UTI porque ainda precisa de auxílio para respirar.

“O processo de retirada da ventilação mecânica é lento, gradual para que não venha a ter complicações. Deve ser feito de uma forma estruturada e organizada para ter sucesso”, disse.

Quando deixar o Hugo, Nazia será transferida para o Centro de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (Crer). “Lá é feito tratamento de reabilitação de força muscular para que ela possa se adaptar à nova realidade”, concluiu.

Depois do acidente, o publicitário conta que mudou toda sua rotina por causa da mulher e fica o dia todo no hospital. Até questões de trabalho ele resolve na unidade de saúde.

“Vamos fazer as adaptações necessárias. A gente espera que ela tenha a melhor recuperação possível. É o início de uma luta pela recuperação dela”, ressalta o marido.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA