Tecnologia: Aprenda a escolher o notebook certo para você

0
177

A primeira pergunta que você deve se fazer é: para que eu vou usar o notebook? A escolha de um ou outro modelo depende muito da tipo de uso do dispositivo. Se você pretende só navegar na internet, ficar ligar nas redes sociais, ver vídeos e ouvir música, por exemplo, é provável que um smartphone intermediário ou tablet sejam opções até mais interessantes do que um computador portátil. Já para outras aplicações como estudar, trabalhar ou até jogar, aí sim, o notebook é a melhor escolha.

Se o seu negócio é produzir conteúdo e você trabalha com os programas do Microsoft Office, por exemplo, um sistema operacional atualizado deve ser sua maior preocupação. Algumas marcas já estão vendendo notebooks com Windows 10 de fábrica no Brasil.

Com um sistema operacional moderno, você pode ter certeza que não precisará trocar de notebook em menos de cinco anos por conta de incompatibilidades, ou mesmo sofrer com softwares defasados e atualizações que deixam sua máquina mais lenta.

Agora se você é programador, profissional de TI ou designer, o hardware deve pesar mais do que o sistema operacional. Processadores mais dinâmicos, como a sexta e quinta gerações do Intel i5 e i7, assim como placas de vídeo dedicadas e bastante memória RAM (no mínimo 8GB) são as especificações que devem chamar sua atenção. Quando o notebook for sua principal plataforma de trabalho, uma máquina com armazenamento em SSD, placa de vídeo dedicada e uma tela de LED maior do que 15 polegadas pode ser a melhor opção.

Para quem passa horas digitando trabalhos de faculdade ou desenvolvendo apresentações de slides, outros detalhes podem desequilibrar. Se você for um estudante multi-tarefa – do tipo que lê artigos, assiste vídeos, ouve música e conversa com amigos, tudo ao mesmo tempo -, então um notebook com bastante memória é imprescindível.

Montar um PC do zero, escolhendo os componentes um a um, é encarado por muitos jogadores como um ritual sagrado. Mas há, também, aqueles que preferem se divertir em uma máquina portátil. Neste caso, notebooks de alta performance (e mais caros também) são ideais. Algumas marcas oferecem modelos top de linha com, por exemplo, tela de 18 polegadas, um processador Intel i7 de quinta geração, memória de até 32 Giga e armazenamento de até 2 terabytes. Obviamente, os produtos estão entre os mais caros do mercado – alguns valem mais de 15 mil reais. Se você não estiver disposto a pagar tão caro, e se o seu interesse estiver em games menos extravagantes, um notebook intermediário pode dar conta do recado.

Não gastar menos do que 900 reais em um notebook que atenda a todas as suas necessidades em longo prazo. Na prática, o preço baixo nem sempre compensa um hardware defasado, que pode vir a lhe dar dor de cabeça em um futuro próximo – às vezes mais próximo do que você imagina.

Fonte: olhardigital

Gostou? Curte, comente e compartilhe

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA