Tecnologia: Bons e baratos, confira 7 smartphones até R$ 700

0
185

O mercado de smartphones cresce dia a dia, com novos competidores lançando aparelhos cada vez mais robustos a preços cada vez mais altos. Mas mesmo que o número de consumidores aumente, há ainda quem se recuse a pagar uma fortuna por um celular com configurações de tirar o fôlego.

O Olhar Digital preparou uma lista com alguns dos melhores smartphones disponíveis no Brasil por menos de R$ 700 – no estilo “bom e barato”. Mesmo deixando a desejar se comparados com tops de linha, esses modelos são plenamente capazes de realizar funções básicas, como usar redes sociais e tirar fotos, especialmente se o seu critério principal for custo-benefício. Confira:

Moto G (2ª Geração)

Reprodução

Este ano, o principal intermediário da Motorola ganhou uma nova versão custando cerca de R$ 900. Entretanto, quem gostar da linha de celulares da marca pode encontrar as versões mais antigas ainda à venda em algumas lojas brasileiras. É o caso da segunda geração do Moto G, uma ótima opção quando o assunto é custo benefício.

Com uma tela HD de 5 polegadas, processador Qualcomm Snapdragon S400 de 1.2GHz e quatro núcleos, 1GB de RAM e 16GB de espaço interno, esse Moto G pode até parecer ultrapassado se comparado a outros modelos lançados mais recentemente. Apesar disso, o Android 5.0 Lollipop quase puro, com atualização garantida pelo Google, continua sendo um atrativo difícil de ignorar. É possível encontrar o aparelho por algo em torno de R$ 650 em lojas online.

Xiaomi Redmi 2

Reprodução

Após desembarcar no Brasil em junho trazendo a fama de “Apple chinesa”, a Xiaomi comprou briga com as principais marcas do mercado nacional ao apresentar seu carro-chefe, o Redmi 2, custando apenas R$ 500. Com um hardware que não deixa a desejar, o smartphone é uma das melhores opções nessa faixa de preço.

Semelhante ao Moto G, o Redmi 2 vem com um processador Qualcomm Snapdragon 410, também de 1.2GHz, 1GB de RAM e 8GB de armazenamento interno, expansível para até 32GB. A tela possui 4.7 polegadas, que estampam uma versão personalizada do Android 5.0. O diferencial é a câmera, que, com os mesmos 8MP da Motorola, captura imagens bem mais nítidas graças ao sistema HDR (High Dynamic Range, ou Grande Alcance Dinâmico, em português).

Asus ZenFone 5

Reprodução

A oferta da Asus para a mesma faixa de preço possui as melhores configurações da lista até aqui. O processador Intel Atom de dois núcleos e 1.6GHz, 2GB de RAM e 8GB de armazenamento (podendo chegar a 64GB com um cartão micro SD) superam a concorrência, mas o aparelho perde no quesito sistema operacional. De fábrica, ele sai com uma interface personalizada do Android 4.3 Jelly Bean, que pode ser atualizada para o 5.0.

A tela de 5 polegadas é fabricada com a tecnologia Corning Gorilla Glass 3, mais resistente a riscos e rachaduras. Já a câmera traseira de 8MP dá conta do recado, gravando vídeos em HD com resolução de 1080p. Você consegue encontrar o ZenFone 5 por cerca de R$ 650 na web.

Microsoft Lumia 640 XL

Reprodução

Um processador Quadcore Snapdragon 400 de quatro núcleos e 1,2 GHz, além de 1GB de RAM e 8GB de armazenamento (expansível a 128GB), preenchem o smartphone popular da Microsoft. O Lumia 640 XL oferece ainda duas câmeras de qualidade – uma frontal grande-angular Full HD de 5MP e uma traseira de 13MP – e tela de 5,7 polegadas HD.

O que pesa contra o aparelho, porém, é o sistema operacional. Se nos PCs o Windows é quase unanimidade entre os consumidores médios, no mobile o Windows Phone ainda sofre com incompatibilidade de aplicativos em relação ao iOS e ao Android. Em termos de desempenho, porém, o aparelho de R$ 679 (preço sugerido pela Microsoft) não fica para trás.

LG G3 Stylus

Reprodução

Apenas esperar o tempo passar, em muitos casos, já pode significar uma economia considerável. O LG G3 Stylus, por exemplo, foi lançado no Brasil em setembro de 2014 por R$ 1.200. Hoje, já é possível achar o celular em diversas lojas online custando até R$ 689.

As configurações flutuam no mesmo terreno que os concorrentes: tela de 5.5 polegadas, processador quad-core de 1.3GHz da MediaTek, 1GB de RAM, 8GB de armazenamento, Android 4.4 KitKat, câmera traseira de 13MP e frontal de 1.3MP. Esta versão do G3, porém, vem com uma caneta Stylus, para desenhar, escrever e rabiscar livremente sobre a tela.

Samsung Galaxy Gran Prime

Reprodução

Na mesma faixa de custo-benefício dos concorrentes se encontra o Galaxy Gran Prime, da Samsung, um smartphone relativamente antigo (como outros da lista), mas que ainda pode apresentar um bom desempenho por um preço baixo. Em quesito hardware, o aparelho traz quase o mesmo que o LG G3 Stylus, com exceção da caneta interativa.

Sob a tela de 5 polegadas está um processador Qualcomm Snapdragon 410, quad-core de 1.2GHz, e 1GB de memória RAM. De espaço interno, o Gran Prime oferece 8GB, sob uma interface personalizada do Android 4.4 KitKat. Uma câmera traseira de 8MP, acompanhando uma frontal de 5MP, completam o pacote que pode ser encontrado custando R$ 599.

Sony Xperia E4

Reprodução

Para fechar a lista, um smartphone de configuração semelhante saindo por volta de R$ 600nas lojas brasileiras. O Xperia E4 da Sony transita entre as categorias básica e intermediária com um hardware igualmente simples em relação aos concorrentes, e sem atrativos de destaque.

Processador MediaTek de quatro núcleos de 1.3GHz; memória de 1GB; espaço interno de 8GB; tela de 5 polegadas; câmera traseira de 5MP e frontal de 2MP; Android 4.4 KitKat. Os ingredientes fazem do Xperia E4 uma opção boa e barata, com a promessa de uma bateria durável (a Sony fala de até dois dias de uso regular) com recursos básicos que não deixam o usuário na mão.

Conclusão

É importante ressaltar que as configurações prometidas pelas fabricantes nem sempre se traduzem, na prática, em uma performance do nível esperado. Tratando-se de modelos que já circulam no mercado há algum tempo, é também aconselhável que o usuário se prepare para ter problemas de incompatibilidade de aplicativos e sobrecarga de memória RAM em médio prazo.

Se você está interessado em ir além dos recursos básicos que esses smartphones oferecem, as mesmas marcas possuem ofertas bem mais completas no mercado – você só terá que desembolsar mais dinheiro, naturalmente. Mas tenha em mente que é possível tirar proveito dos avanços da tecnologia portátil sem precisar colocar a mão tão fundo no bolso.

Fonte: olhardigital

 

Gostou? Curte, comente e compartilhe.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA