Transmissão do “Zica” por transfusão de sangue é confirmada

0
26

De acordo com o Hemocentro da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), receptor é um homem de 52 anos, morador de Sumaré, na região de Campinas-SP

Um homem de 52 anos, morador de Sumaré, na região de Campinas-SP, foi infectado pelo vírus Zika por meio de transfusão de sangue, confirmou o Hemocentro da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A identificação do vírus não faz parte dos exames laboratoriais obrigatórios na triagem de doadores de sangue. Até então, a transmissão vinha ocorrendo por meio do mosquito Aedes aegypti.

Segundo o Hemocentro, em março deste ano, um portador do vírus Zika notou o aparecimento de sintomas logo após fazer a doação de sangue e supôs que estivesse com dengue. O Hemocentro enviou, então, amostras do sangue do doador para o Instituto Adolfo Lutz, que confirmou a presença do vírus Zika.

De acordo com a Secretaria de Vigilância em Saúde, a Zika é caracterizada por febre, dores nas articulações e manchas vermelhas pelo corpo, com duração de três a sete dias. Geralmente, não há complicações graves e registro de mortes. No mês passado, porém, o Ministério da Saúde confirmou que o vírus Zika é um dos causadores da microcefalia em bebês nascidos de mães que tiveram a doença durante a gestação. O vírus começou a circular no país este ano, principalmente na Região Nordeste.

Qualidade do sangue – Em nota, o Hemocentro pede que a população fique tranquila. “A instituição segue todos os padrões internacionais de qualidade na coleta, processamento, armazenamento e distribuição de sangue e hemoderivados”, informa o texto.“ O compromisso do Hemocentro da Unicamp é de disponibilizar sangue de qualidade para o uso seguro por qualquer um de nós, uma vez que nenhuma pessoa está livre do risco de precisar de uma transfusão, em emergências e urgências, por exemplo”, destaca.

A Agência Brasil entrou em contato com a Secretaria Estadual de Saúde e com o Ministério da Saúde para confirmar se este é o primeiro caso de transmissão da Zika por transfusão de sangue, mas ainda não obteve resposta.

Fonte: jornalfolhadoestado

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA